segunda-feira, 6 de abril de 2009

Meu Cantinho Nerd

Esse aqui eu estava devendo para mim mesmo desde a época que postei meu cantinho nerd na época de editor do Muita Pimenta. O tempo passou, meu cantinho nerd não mudou tanto assim, mas eu me sinto diferente... E com uma câmera digital melhor, me senti a vontade de postar novamente meu canto.


A Mesa

Minha mesa, que arrumei antes de tirar a foto, e a cadeira. A principal diferença é que o gabinete agora está na direita, estava no lugar da impressora. Meus porta trecos estão separados; um perto do gabinete e outro na frente da impressora. O monitor fica entre o gabinete e o mini system, na posição mais própria para mim e imprópria para os eventuais xeretas.

Os trecos mesmo estão nas próximas imagens:


A Estante da direita

Está na direita e atrás para quem estiver usando o computador. Em cima está uma das caixas acústicas ligadas ao mini system, aproveitadas de um velho toca discos; com ela estão vários cases de cds, que por sinal deviam estar no lixo. Não sei mais o que tem neles ou mesmo se o leitor vai conseguir ler. As embalagens de biscoitos, chocolates e celulares ou estão vazias, ou tem lixo. É, ainda esqueço que tenho que jogar fora algumas coisas.

Mais embaixo estão meus livros de RPG. GURPS, D&D e Storyteller, com mais alguns sistemas aleatórios, como Fuzion, Shadowrun. GURPS são a maioria, seguido de perto pelo Storyteller; D&D ocupa bastante espaço, ali só tem 10 livros, mas ocupam o espaço equivalente a 20 livros de GURPS. Os cds junto dos livros eu uso para ter algumas idéias e antes que vocês se enganem, são originais; ali no meio tem Homem de Bem, Raul Seixas, Engenheiros do Hawaii, Pink Floyd.

O nível logo abaixo tem muita tranqueira. Sinceramente não dá vontade de arrumar, mesmo sendo uma boa idéia. O pote de sorvete tem algumas das minhas miniaturas de D&D que na maioria acumulei ao organizar eventos; não acho que eu vá organizar algo assim tão cedo. Ali também estão alguns livros e quadrinhos que costumo comprar: A trilogia do Sprawl (Neuromancer, Count Zero, Monalisa Overdrive) do William Gibson, a série em quadrinhos d'O Tigre e o Dragão da dupla Andy Seto e Du Lu Wang, entre outros. Mais embaixo, o rack de cds e minha pilha de papel sufite e "tiles" para mapas de D&D.

Descendo um pouco mais, algumas pastas com Magic The Gathering, miniaturas de Pirates e alguns livros empilhados de AD&D e D&D 3.0. E lá embaixo, na foto, várias caixas com peças e periféricos de computador, além de tubos de cds vazios. Tem algumas mochilas espalhadas também.


A Estante da esquerda

A que fica logo atrás da mesa, com uma das caixas acústicas lá em cima, junto com minhas caixas de papeladas diversas. Logo embaixo da caixa estão algumas caixas de miniaturas, uma life potion e uma mana potion, digo, garrafas de água e logo atrás pastas e caixas com mais Magic.

No nível seguinte, mais cartas de Magic atrapalhando onde estão meus livros de referência para o estudo na época da faculdade e para os meus trabalhos atuais. Tem também alguns livros sobre saúde e RPG e um livro perdido ali, sobre hidráulica da minha época de curso técnico mecânico.

Descendo um pouco, meus cantis adorando a prateleira com a caixa da câmera que usei para fazer as fotos, juntos estão meus livros dos cursos de língua japonesa e sindarin, assim como vários dicionários de português, inglês e japonês. Essa é a área desta estande que mais mexo, pois tem livros de literatura e vários outros assuntos. Por exemplo, ali tem Bhagavad Gita, Dhammapada, Tao Te Ching, Divina Comédia, O Príncipe, O Livro dos Espíritos, Arte da Guerra e livros do Osho; a bíblia não está ali porque passei para minha mãe. Tem também livros sobre reiki, feng shui e runas; e literatura como Admirável Mundo Novo, O Senhor dos Anéis e as light novels do Rurouni Kenshin.

Para baixo só tem mais aletoriedades, como minhas pastas com Magic, back-ups e até mesmo a caixa do meu Super Nintendo, que ainda funciona sem problemas.

O baú ali do lado foi feito pelo meu avô Antônio Bisewski e está firme e forte. Ele sabia como trabalhar com madeira de um jeito que raramente vejo atualmente.

Então, aí está meu cantinho nerd, para quebrar um pouco o jejum de posts aqui no blog.

Até a próxima!

Ps.: Comentem! Eu sei que recebo algumas visitas, mas é chato ninguém comentar! :S


Um comentário:

Anônimo disse...

A melhor coisa que vc poderia fazer é digitalizar e disponibilizar o Monalisa Overdrive e o Count Zero do William Gibson seria mais útil já que não tem esses livros pra baixar na net ....
Se tiver manda pra mim no meu email controlxly@yahoo.com.br eu estou traduzindo ZERO HISTORY o último livro dele e quero que vc me ajude a reunir as outras obras dele ...Se vc me mandar eu te mando a minha tradução do livro combinado ????