quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Um Mundo de Aventuras: parte 5 - Gnomos e Halflings

Esse texto deu trabalho, já que eu não tive muito tempo essa semana e o material original está muito desatualizado. Meus jogadores quase não usam esses aí, talvez por puro preconceito. Eu já joguei com halflings, mas sempre tem alguém tentando matar meu personagem quando jogo com um, tanto jogadores da mesa ou mesmo o cara que está "narrando"; não entendo essa raiva.

Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Gnomos e Halflings

Junto com os anões, eles são conhecidos coletivamente como os "Povos da Terra", que além da estatura relativamente mais baixa, também possuem grande habilidade com a terra, e trabalhos manuais.

Estes três povos possuem fortes laços de amizade e não há registros de que tenham entrado em conflito entre si. Apenas os anões tem divergências dentro do seu próprio povo, mas não envolvem os gnomos ou os halflings em suas próprias lutas.

Gnomos



Mais afeitos à vida na superfície que os anões, os gnomos preferem os sopés e campos elevados, próximos às montanhas dos anões, assim os campos e bosques dos halflings. São pouco mais baixos que os anões e mantêm suas barbas sempre bem aparadas, com ou sem bigodes. Mas mesmo assim não conseguem evitar os eventuais comentários sobre a semelhança física com os anões. Isso se deve ao fato de serem muito semelhantes a olhos desatentos: possuem a mesma variação de cor de pele e cabelo, mas não são tão encorpados e robustos; não possuem a mesma força física que estes últimos, mas sua capacidade de carregar coisas não fica muito atrás.

Sua versatilidade é bem conhecida, assim como sua habilidade em marcenaria. O surgimento das máquinas a vapor realmente mostrou o quão versáteis eles conseguem ser; passados poucos anos do surgimento das máquinas a vapor e já haviam gnomos inventores criando novos aparatos a vapor. Mas isso não significa que bão houvessem defeitos, mas estes são bem mais inofensivos que os aparatos dos goblins.

Os gnomos se relacionam bem com a maioria dos povos, mas eles não vêem com bons olhos qualquer um que represente uma ameaça, perfil que se encaixa com freqüência nos humanos e nos (raros) orcs.

Seu amor pela natureza é semelhante ao dos elfos, mas de uma maneira mais despreocupada. Já sua atitude com as máquinas é mais dura, muitas vezes as fazendo funcionar na base do tranco e do xingamento... e que por incrível que pareça, funciona.

Cultura

Os gnomos da Terra Nova na Era do Vapor formam famílias em torno de um ofício e quase todos os membros se dedicam a esse trabalho; um ou outro membro mais rebelde ou pé no chão acaba não seguindo essa tradição e muitas vezes sai da família a procura de algo que o motive. Isso faz com que muitos gnomos sejam nômades, profissionais liberais, vão morar em outras famílias de gnomos ou mesmo com seus primos anões e halflings.

Em média, os gnomos são monogâmicos, mas as uniões informais são bem mais comuns e muitas vezes, mais estáveis. A média por casal é de dois descendentes e apenas muito raramente um casal não tem filhos. Quase tão longevos quanto os anões, cerimônias de falecimento são muito raras e pouco divulgadas, dando a impressão que este povo é imortal.

Muitos chamam os gnomos de "Povo do Meio" entre os "povos da terra", pois eles se ajustam muito bem ao modo de vida tanto dos anões, quanto dos halflings, muitas vezes servindo de mediadores e diplomatas para seus dois povos irmãos. Muitos também se dão muito bem trabalhando como contadores e comerciantes, se aproveitando da fama de alguns dos seus ganham poderes mágicos acumulando riquezas. Se isto é verdade, apenas um gnomo poderia responder e eles preferem não responder quando questionados.

Quando se trata de trabalho, os gnomos não gostam de observadores, exceto se forem de sua própria família.Boa parte da engenharia dos gnomos envolve madeira e metais não ferrosos, assim como sua tecnomagia. Mas sua magia também envolve uma boa dose de manipulação de corpos, sejam vivos ou não. Mágicas de alteração de tamanho estão entre as favoritas, ainda mais com alguém não familiarizado com as reduções absurdas que conseguem alcançar. Como os anões, os gnomos usam a magia como uma ferramenta e por isso, algo a ser respeitado; como os elfos, eles a vêem como algo natural, tanto que vários nascem com dons mágicos inatos.

Gnomos não se organizam em exércitos e quando desejam seguir uma carreira militar, o fazem nos exércitos dos anões, muitas vezes trabalhando nas unidades de engenharia.

Na maioria dos casos, os gnomos dizem que não se importam tanto com quem governa, desde que não atrapalhem no seu modo de viver. Devido a este último quesito, a maioria vive concentrada em áreas próximas dos anões, elfos e halflings, como nas cidades de Três Caminhos, Coração da Floresta e Lagoa Reluzente, respectivamente.

Halflings



Também conhecidos como Pequenos, este é o mais pacífico entre os três povos da terra e, em média, o que prefere a vida mais pacata. Cultivar, comer, beber e levar a vida normalmente são suas prioridades. Ao contrário dos que alguns humanos pensam, os halflings não são muito afeitos a uma vida de viagens e aventuras, mas sempre houve em seu povo alguns indivíduos "diferentes". Mas se uma comunidade inteira é ameaçada, eles rapidamente se tornam defensores determinados.

Possuem corpos atarracados e rostos redondos, com pele clara a morena; os cabelos variam dentro do espectro humano, indo do loiro ao negro. Dificilmente deixam a barba crescer e a maioria deixa os cabelos curtos ou comprimento médio. Antigamente a maioria tinha o costume de caminharem descalços em suas vilas, mas agora a maioria usa pelo menos sandálias, que podem ser dos mais variados tipos. Quando visitam outras terras, usam sandálias ou outro tipo de calçado.

O povo como um todo prefere viver em pequenas vilas, espalhadas pelas terras dos outros povos da superfície, mas após as guerras dos últimos cem anos, as vilas solitárias tem sido abandonadas em favor àquelas próximas aos seus primos anões e gnomos, assim como nas proximidades das vilas de elfos. Exemplo disso estão nas vilas na Lagoa Reluzente, Coração da Floresta e Portão do Âmbar Oriental. As tocas se misturam aos casebres de alvenaria na maior parte destas vilas maiores, muitas vezes incorporando comodidades desenvolvidas pelos gnomos e anões.

Festas são o tipo de comemoração preferido por eles, seja para comer ou se divertir com música e dança; os halflings costumam combinar os dois em festas barulhentas de tom familiar, onde a confraternização é a norma. A culinária caseira é o forte destas festas, com vários pratos doces e salgados das mais variadas cozinhas do Velho Continente, alteradas ao gosto da Terra Nova; vários halflings destas terras são gourmets, experimentando pratos e colecionando receitas novas. Eles também gostam de jogos que envolvam raciocínio rápido e habilidade de arremesso e gostam de aprender novos jogos que envolvam um ou outro.

A clássica habilidade de arremesso ainda se faz presente, assim como a capacidade de passar despercebido. Essas habilidades em nada tem a ver com magia e ela continua quase completamente desconhecida entre os halflings. Quando um halfling se interessa em aprender mágicas, costuma procurar os elfos do sul e normalmente prefere aprender algo que ajude a sua já incrível furtividade ou que lhe ofereça ferramentas para ajuda-lo no dia a dia, como mágicas de alimentos, cura ou controle de corpo, esta última para se tornar temporariamente mais forte, preciso e resistente.

Não há uma força militar fixa entre os halflings, mas o senso de comunidade faz com que se organizem rapidamente na presença de uma ameaça. A maioria pode ser considerada infantaria irregular de recrutas, mas os indivíduos "diferentes" que viajaram pelo mundo podem ser apresentar como infantaria leve ou média, muitas vezes experiente. Uma vila organizada por algum destes indivíduos é um perigo para qualquer força de igual tamanho.

As vilas puramente dos halflings são governadas por um prefeito eleito por aclamação. Já as vilas mistas, como Lagoa Reluzente, são governadas por um conselho de representantes dos povos que as compõem. Para os halflings, não há segredos para governar, pois todos conhecem todos.

Foi difícil encontrar imagens para este post, mas arranjei duas que quebram o galho. São de blogs aleatórios sobre steampunk. Um gnomo do WoW e uma mini de halfling steampunk, eu acho.

Por enquanto é só. Na próxima devem vir os goblins. Aí que a coisa complica.

Nenhum comentário: